Menu

EDUCAÇÃO BÁSICA: Reajuste Salarial é de 9,41%

Professores e auxiliares da educação básica asseguraram 9,41% de reajuste salarial a partir de março. O índice repõe integralmente a inflação (calculada pela média de três indicadores: ICV-Dieese, INPC-Ibge e IPC-Fipe) e ainda garante aumento real de 2%.

É um reajuste que deve ser valorizado, principalmente porque, numa situação de custo de vida elevado e desaceleração econômica, recuperar toda a inflação e ainda garantir ganho real é tarefa difícil para qualquer categoria profissional.

 

O resultado de 2015 revelou o acerto da estratégia adotada nas negociações salariais de 2014. A formulação de uma política salarial de dois anos tornou possível projetar ganhos maiores não apenas no salário, mas também na Participação nos Lucros, que em 2015 sobe para 30%. (veja mais sobre a PLR).

Calcule o seu novo salário

O novo reajuste começa a valer nos salários de março, que devem ser pagos até o dia 7/4.  Para conhecer o valor, use como base de cálculo o holerite de fevereiro/2015. Em geral, utiliza-se como referência o salário de março do ano anterior, mas o reajuste de 2014 foi definido tardiamente, no final de abril, e por isso o holerite de março estava desatualizado.

 

A escola que optar por não pagar a Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) em 2015 deve acrescentar 2,5% aos 9,41%, totalizando, assim, um reajuste de 11,91% a partir de março de 2015.

Vale-alimentação
O ticket-alimentação ou vale-alimentação entregue em substituição à cesta básica deve ser reajustado em 7,68%, que corresponde ao INPC-Ibge. Depois de aplicado o reajuste, o valor não pode ser inferior a R$ 75,38.

Piso salarial
Os pisos salariais também foram reajustados em 9,41%. Quem remunera pelo piso salarial está obrigado a pagar a Participação nos Lucros ou Resultados ou o Abono Especial até 15 de outubro de 2015.

.

Leia na ABA EDUCAÇÃO BÁSICA o Comunicado Conjunto que divulga o reajuste salarial em março de 2015 , os novos valores de piso salarial e os criteprios de correção do vale-alimentação..

FONTE: FEPESP



Veja mais