Menu

Dicas para contratar um cuidador de idosos

BUSQUE REFERÊNCIAS

- Veja se o profissional já trabalhou como cuidador de idoso antes;

- Entre em contato com a família e pergunte o motivo pelo qual ele saiu do trabalho e se houve algum problema durante o período em que ele esteve com idoso;

- Analise se os dados fornecidos pelo cuidador são os mesmos que a família anterior informou;

- Verifique os antecedentes criminais do cuidador.

 

PEÇA QUALIFICAÇÃO

- Ainda que não haja lei, pergunte se o candidato fez curso de cuidador de idoso;

- Confira se ele foi feito em uma instituição de ensino respeitada.

 

FISCALIZE

- Instalar câmeras em casa pode ser um bom meio de saber se o idoso está sendo bem cuidado;

- Esse sistema, porém, é caro e nem todos têm acesso;

- Outro meio de fiscalizar é ter a chave da casa onde o idoso está  e chegar em horários diferentes sem avisar;

- Esteja em casa na hora do banho e das refeições.

 

NÃO IGNORE

- Se o idoso informar que não está sendo bem cuidado, não ignore achando que ele pode não estar certo.

 

CONTRATO DE TRABALHO

- No contrato de trabalho deverão constar: salário e descontos - forma de pagamento de remuneração - jornada de trabalho - horário de almoço e intervalos - funções que o cuidador exercerá - local de trabalho.

 

REGULAMENTAÇÃO

- A profissão de cuidador de idosos ainda não foi regulamentada. Assim o profissional não é obrigado a ter um determinado curso de qualificação e nem escolaridade, por exemplo. Um projeto foi aprovado no Senado em 2012. Seguiu para tramitação na Câmara em 2013, mas não foi votado.