Menu

REFORMA TRABALHISTA - Hora de lutar

Publicado por Linha Direta

 

REFORMA TRABALHISTA ESCONDE RETIRADA DE DIREITOS

A Câmara dos Deputados aprovou a reforma trabalhista proposta pelo Governo Michel Temer. O projeto está sob analise dos senadores que agora deverão votar a favor ou contra. Poucos serão os avanços reais, a reforma esconde muitas perdas aos trabalhadores do país.

Confira abaixo alguns exemplos:

- Almoço obrigatório de 30 minutos;

- Redução de salário sem comunicação prévia;

- Parcelamento das férias em 3 períodos, a escolha da chefia;

- Disposição à empresa durante o dia e recebimento apenas pelas horas trabalhadas;

- Todos os anos os funcionários serão obrigados a assinar um documento no qual afirma que a empresa não te deve nada;

- A jornada de trabalho poderá ser de até 12 horas;

- A equiparação salarial deixará de existir;

- Demissão com recebimento de metade da multa e do aviso prévio, sem direito ao seguro desemprego;

- Gestantes trabalharão em condições perigosas;

- Se for recorrer à Justiça, por motivo de demissão, deverá arcar com as custas do processo. Se não for julgado em poucos anos, o caso poderá ser encerrado;

- A empresa contratante não será mais corresponsável pelas ilegalidades cometida por suas terceirizadas.

 

 

 

 

 



Veja mais